30 novembro 2013

Alguém costuma levar a vacina contra a gripe?

Em Portugal não sei muito bem como funciona, mas aqui qualquer pessoa pode-se vacinar-se desde que pague. Eu como tenho o seguro do trabalho tenho a vacina reembolsada a 100%, de modos que este ano estive num impasse vou-levar-não-vou-levar-ai-que-depois-fico-com-gripe-na-mesma e não levei.
A semana passa já andei a tomar uns pirulitos por andar constipada e aquilo pareceu que melhorou. Esta semana comecei a chocar uma gripe e ontem fui ao médico. Estou a antibiótico, anti-inflamatório, xarope para a tosse e gotas para o nariz... tudo a que tenho direito, portanto!

Com isto, já meti na cabeça que no próximo ano levo a vacina da gripe e não se fala mais nisso.
Mas às vezes uma pessoa dá de caras com alguns artigos que nos informam do mal que faz a vacina da gripe e eu tenho medo. Tenho medo dessas coisas, pronto. Sou uma pessoa que evita ao máximo andar a tomar porcarias e tenho uma saúde fraquinha... e depois tenho estas dúvidas.

Levar ou não a vacina da gripe? Digam de vossa justiça.

28 novembro 2013

A saga dos croissants

 
Antigamente não gostava muito de croissants nem nada assim com massas folhadas ou sabor de algo do género.
Na escola quando ía ao bar era ver toda a gente a pedir croissants mistos ou de chocolate e eu a comer o meu pãozinho de leite com fiambre ou queijo.
Toda a gente lá em casa se deliciava com croissants quentinhos de doce de ovo e eu comia uma fatia de pão com manteiga.

Desde que estou em França ainda tentei resistir-lhes durante bastante tempo, mas desde há umas semanas que tem sido uma desgraça. É ver-me a trazer uma caixa de croissants de cada vez que entro num supermercado. E o drama que é escolher entre uma caixa de croissants normais e uma caixa com miniaturas de croissants normais, de chocolate e chaussons de maçãs? O pior mesmo é ir à padaria comprar pão e vê-los ali a olhar para mim, tão bonitos e docinhos.

Admito aqui, perante todos vós: estou viciada em croissants!

E a pena que eu tenho de agora, que gosto de croissants, não existirem por aqui deles com doce de ovo?!

27 novembro 2013

A colega maravilha


Quando comecei a trabalhar aqui em França foi na dita cuja empresa onde já não estou.
Foi tudo muito rápido entre enviar a candidatura, ser contactada para ir à entrevista, a entrevista e começar a trabalhar. Todo este primeiro processo foi com uma pessoa responsável por gerir a agenda dos e os trabalhadores. Depois lá fiz umas horas com a colega que iria substituir durante todo o mês de Agosto.
Quando me lancei aos bichos a trabalhar sozinha, sem qualquer tipo de orientação para um trabalho que não era "a minha praia", apareceu uma colega maravilha para me dar uma "mãozinha" de vez em quando e a quem eu encomendava os produtos em falta e reportava todas as anormalidades que pudessem acontecer. Essa colega maravilha era super gentil, engraçada, comunicativa e ajudava-me sempre que aparecia e via que eu estava um pouco atrasada, por ainda não ter o tal sentido de orientação para aquele trabalho.
Quando a outra colega voltou de férias, fui rapidamente posta a trabalhar noutro sítio que seria só meu, porque era uma óptima trabalhadora. Uma enorme área onde eu poderia gerir como fazer as coisas da melhor forma e onde ninguém poderia meter problemas, excepto a colega maravilha.
As avaliações corriam sempre bem. Eu era uma óptima trabalhadora. Tudo corria bem, excepto algumas avarias numa certa máquina, em que ainda me tentaram meter as culpas. Mas eu continuava a confiar na colega maravilha! Até ao dia em que eu cometi um erro, ela viu, disse-me para fazer assim porque não iria haver algum problema e eu confiei nela.
No dia seguinte recebi um telefonema da pessoa responsável por gerir os trabalhadores, a avisar-me de que tinha cometido uma falta grave e de que iria receber uma notificação pelo correio. Dias depois recebi uma convocatória para me apresentar na sede da empresa para ter uma reunião com o gerente e apresentar as minhas justificações por ter cometido tal falta. Falta essa que poderia levantar uma sanção - desde um processo disciplinar até ao despedimento, passando por uns dias de suspensão do trabalho ou do salário.
Engoli em seco e jurei que a colega maravilha nunca mais me iria ver os dentes.
Uma vez que levantei os argumentos certos no decorrer da reunião com o gerente da empresa, acabei por levar apenas um processo disciplinar. O que não é "apenas um processo disciplinar", porque no dia em que uma futura empresa onde possa trabalhar se lembrar de pedir referências, esse "apenas um processo disciplinar" vai lá estar, independentemente das causas, não deixa de ser uma porcaria.
A partir daí a colega maravilha evitava ao máximo de se cruzar comigo. Até ía às 5h da manhã deixar as encomendas, só para não nos cruzarmos, quando antes ía sempre no meu horário para falarmos um bocado. Eu agradecia não meter-lhe a vista em cima, porque sabia que não iria correr bem.
No dia em que ela apareceu lá para me fazer mais uma avaliação, deu-me uma avaliação tão má como nunca tinha tido antes, sem razão para tal. Começou a levantar suspeitas sobre a minha tendinite, a falar-me das férias que eu não iria ter impossibilitando-me de ir ao baptizado do meu sobrinho e outras coisas tais.
Eu abri a boca e não deixei nada por dizer.
Deixaram-me ir de férias apenas uma semana, não me deixando ir, ainda assim, ao baptizado.
Poucos dias depois enviaram-me uma carta a modificar os meus horários, sabendo de antemão que não eram compatíveis com o meu trabalho principal, logo teria de recusar.
Recusei e fui despedida. 
E não fui ao baptizado do meu sobrinho nem sou madrinha dele por causa destes grandes camelos.

Obrigada colega maravilha. Lá maravilhas sabes tu fazer!

19 novembro 2013

Pronto, o meu receio confirma-se...

Vou ter de ARRANCAR 4 DENTES! Aqueles mesmo piores para se arrancar - os dentes do juízo.
Quem me manda a mim ter a porcaria dos 4 dentes do juízo desde os 12 anos, han?! Quem manda?!

Tirando isso, tenho cáries bem bonitas nos vizinhos dos dentes do juízo... bah. Vou andar meses sem fim para tratar esta porcaria toda... Mas arrancar dentes é que me desmoraliza.

Alguém aqui já arrancou algum dente? Custa muito? Como é a recuperação?
Contem-me tudo, please...

13 novembro 2013

O clima na Bretanha...

..é este!
Depois de semanas (já lhes perdi a conta) a chover todos os dias, hoje lá tivemos um dia de sol. E olhem que os dias de sol por aqui são raros mesmo no verão, apesar dos 40º do costume! 
Isto é parecido com Londres, só que é menos conhecido. Deve ser pela proximidade à Inglaterra, que temos este clima da treta por aqui...
Por isso é que os Franceses que já foram a Portugal ficam fascinados com a quantidade imensa de sol que existe diariamente.

09 novembro 2013

Dar sangue!


Ontem abordaram-me no supermercado para ir dar sangue hoje.
Eu perguntei quais as condições para que uma pessoa possa dar sangue, a senhora não me soube responder, só soube dizer que, por exemplo, sabia que não podia ter ido ao dentista no decorrer desta semana.
Cheguei a casa e fui ver as condições, em Portugal. Afinal de contas, pensava que os seres humanos eram iguais em Portugal e em França. Mas, pelos vistos, parece que não!
Para começar não sabia que os homossexuais homens não podem dar sangue, nem aqui nem em Portugal. Mas isso era só e apenas ignorância da minha parte.
As diferenças que vou referir é que não consigo entender.

Em Portugal:
  • Os homens podem dar sangue 4 vezes/ano e as mulheres 3 vezes/ano, de 3 em 3 meses e 4 em 4 meses respectivamente.
Em França:
  •  Os homens podem dar sangue 6 vezes/ano e as mulheres 4 vezes/ano, com um período de pausa de 8 semanas.
Em Portugal:
  • Não pode ter tido um novo(a) parceiro(a) sexual nos últimos 6 meses.
Em França:
  •  Não pode ter tido um novo(a) parceiro(a) sexual nos últimos 4 meses.
Em Portugal:
  • Não dê sangue se:
    - alguma vez utilizou drogas por via endovenosa.

    - teve contatos sexuais a troco de dinheiro ou drogas.
    - sendo homem ou mulher, teve contatos sexuais com múltiplos(as) parceiros(as). 
  • Se foi parceiro sexual de:
    - qualquer dos grupos anteriores.
Em França:
  • Nenhuma referência quanto ao assunto supracitado.

Meus amigos, se fossemos a ver haveria uma ínfima percentagem de pessoas que poderiam dar sangue segundo este último ponto. Vendo bem, são muitas as pessoas que já tiveram vários parceiros sexuais. E mesmo que só tenham tido 1 parceiro sexual, se esse mesmo parceiro já teve vários, então também não se pode dar sangue.

Afinal, não somos iguais em todo o lado. Apesar de sermos todos seres humanos.

07 novembro 2013

Pronto, já marquei consulta no dentista ok?!

É que andava para fazer isto desde Agosto...
Poder comer só com um lado da boca não é lá grande coisa.
Agora é esperar para saber o que o senhor dentista me tem a dizer sobre isto.

Sou uma pessoinha propensa a estas porcarias das cáries e depois quando não são logo tratadas é assim. É a primeira vez que deixo isto chegar a este ponto de me doer todo o lado direito da boca a mastigar. Logo eu, que lavo sempre os dentes 2/3 vezes por dia e passo semanas sem comer chocolates e coisas assim muito doces. Mas pronto.

PS: É escusado virem-me dizer que é necessário utilizar fio dentário. O meu dentista sempre me disse isso e eu faço tipo nos 2 dias seguintes às consultas e depois nunca mais me lembro (nem tenho tempo, nem vontade).

06 novembro 2013

Desafio...

Vi este desafio no blog da rosa_chiclet, que foi feito por outro blog.
Consiste numa lista de coisas em que nós riscamos aquilo que já fizemos ou que já nos aconteceu. Não é necessário justificações ou explicações. É uma forma de conhecerem-nos mais um pouco.
Basta copiarem para o vosso blog.
Divirtam-se!
 
Plantar uma árvore
Fazer uma tatuagem
Abraçar uma pessoa estranha
Andar de avião
Casar
Ter filhos
Fazer skydiving
Enviar uma mensagem dentro de uma garrafa para o oceano
Conhecer uma celebridade
Dançar no meio da rua
Roubar alguma coisa
Passar uma noite na prisão
Fugir de casa
Fazer um graffiti
Ver alguém a morrer
Beijar na chuva
Fazer um safari
Mudar de casa
Andar de cavalo
Nadar com golfinhos
Fazer um cruzeiro
Pintar o cabelo
Fazer voluntariado
Actuar em cima de um palco
Desmaiar
Fazer um inter-rail
Receber uma prenda de um anónimo
Ter um romance de Verão
Nadar nu
Ir ao supermercado de pijama
Namorar com uma pessoa estrangeira
Fazer uma viagem com amigos
Fazer um piercing
Fazer yoga
Chorar a ver um filme
Sofrer um desgosto de amor
Escrever um livro
Dar um murro em alguém
Cair da cama enquanto dormia
Deixar queimar comida
Escrever algo no tronco de uma árvore
Viajar de balão de ar quente
Ler todos os livros do Harry Potter
Jogar na lotaria e ganhar um prémio
Ir à Disneyland - ao Parc Astérix
Adormecer no sofá com os amigos
Jogar Twister

 
E estejam à vontade para roubar este desafio :)

04 novembro 2013

O meu 1º cabelo branco

No Sábado a minha irmã encontrou-me o meu 1º cabelo branco, gigante, enorme e grosso!
A reacção dela foi: "Ai mana, credo, coitadinha! Isto só quer dizer que te ando a dar muitas dores de cabeça!"
(Eu logo a imaginar-me daqui a uns anos a tentar pintar o cabelo a mim própria e a encher tudo de tinta, menos o cabelo.)

Foi o riso geral... Se bem que ela tem uma certa razão no que disse.

03 novembro 2013

Novembro e o dia santo

Que tenham um excelente Domingo!
Por aqui já se atingiram as 5000 visitas, agradeço a todos, mesmo os que por aqui passam e nada dizem.


Espero que a entrada neste novo mês de Novembro tenha corrido bem. 
Eu sei que eliminaram o feriado de todos os santos em Portugal, aqui continua a ser feriado mas estive de serviço portanto também não foi nada de especial. E como sempre ouvi dizer que não se deve trabalhar em dias santos, talvez por isso na sexta-feira à noite tenha começado a ficar cheia de dores no músculo trapézio do lado esquerdo... depois de alguns eléctrodos, muitas massagens, pomadas e anti-inflamatórios, estou um pouco(inho) melhor. Amanhã tenho de ir trabalhar, espero que isto esteja muito melhor!
E só com este acontecimento é que me apercebi da quantidade inimaginável de coisas que eu passei a fazer com o braço esquerdo, depois da minha tendinite no ombro direito. É mesmo impensável, porque já as faço sem pensar. De facto, o nosso corpo é super rápido a criar mecanismos de defesa e de hábito.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...