28 julho 2013

Estou a tornar-me numa daquelas velhas que dizem "pelas dores que tenho nos joelhos, vem aí chuva"

Aqui pela Bretanha, pelo menos na nossa zona, tem sido um fim de semana de tempestade. E o meu corpo está a tornar-se num adivinho para estas coisas.

4a feira, 15h30 - tive que pedir paracetamol a um casal de 85 anos. Estava com uma dor de cabeça daquelas que nem me aguentava em pé.
5a feira, 9h30 - antes de sair de casa tomei um pirolito qualquer para a gripe/dor de cabeça/mau estar do corpo. Meia hora depois já estava em casa.
5a feira, 16h - fui ao médico, 38,5º de febre e disseram-me que estava com um virús, para ter cuidado porque estava contagiosa para as outras pessoas. Comecei a drogar-me com a quantidade de medicamentos.
6a feira - estive pior do que no dia anterior. Com umas dores nas hérnias (sim, também já tenho hérnias discais desde os 20 pelos vistos) que não me aguentava. À noite comecei, outra vez, a arder em febre.
Sábado 3h20 - Começou a trovejar e a cair o dilúvio.
Sábado 8h30 - Recebo mensagem da minha irmã a dizer que a garagem do prédio estava toda inundada.
Domingo - Estou melhor, amanhã já posso ir trabalhar. Já não chove nem troveja (por enquanto).

Os bombeiros não tiveram mãos a medir durante o dia de ontem. Ruas inundadas, caves, garagens...
E o meu corpo adivinhou esta tempestade que se aproximava.


1 comentário:

  1. temos uma coisa em comum, sabemos quando vais chover pela dor de costas

    ResponderEliminar

E vocês, o que acham?!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...