06 maio 2013

O melhor é olhar sempre para os dois lados

Eu já sabia que os carros hibridos e/ou eléctricos não fazem muito barulho, mas não imaginava que fizessem tão pouco barulho.

Um dia estava eu numa garagem subterrânea e vejo um Toyota Auris parado à frente de uma garagem com o portão aberto. Entretanto quando entro dentro do carro começo a ouvir um barulho de pneus no chão. Olhei para o Toyota e o carro estava a andar. Pânico! Pensei que não estivesse ninguém dentro do carro, que se tinham esquecido de travar o carro e tinha começado a andar sozinho! Olhei mais um bocado e vi o carro a entrar de traseira na garagem e quase a bater com a lateral na parede... PÂNICO! Fiquei perplexa e sem saber o que fazer.

Entretanto o G chegou ao carro e eu disse-lhe "O carro. Olha o carro! Está a andar sozinho!", ao que ele me responde "O quê? Tás doida? Então o homem está lá dentro, está a meter o carro dentro da garagem!". E eu, para ajudar ainda mais na minha vergonha, ainda disse "Ah! Mas o carro está ligado? Não está! Como é que ele faz aquilo? Está alguém a empurrar o carro? Secalhar é para poupar combustível, ou para evitar emissão de gases aqui em baixo na garagem."
Não me perguntem qual a reação do G. Mas ficam a saber que fui bastante gozada e ainda sou quando ele se lembra disso.

Desde esse dia que passei a olhar bem para os dois lados da estrada quando vou passar na passadeira. É que eu nem sempre olhava para os dois lados, nas ruas que conhecia bem e que eram calmas onde, supostamente, iria ouvir se estivesse algum carro a aproximar-se. Mas desde este episódio que olho bem antes de passar na passadeira, não vá aparecer um carro hibrido ou coisa do género e passar-me a ferro assim que eu meter o pézinho na estrada.
Cuidado!

Para os mais cépticos, ora vejam o vídeo a partir do 1:20.

Sem comentários:

Enviar um comentário

E vocês, o que acham?!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...