27 maio 2013

A loja Portuguesa

Já sabiamos da existência de uma pequena, mas famosa, loja portuguesa numa cidade a cerca de 20kms da nossa vila, mas tivemos sérios problemas para conseguir a morada ou mesmo que alguém nos explicasse onde era a loja afinal. Os portugueses devem ter as bússolas avariadas por aqui...
Quando fui ao reumatologista pela primeira vez, ía com tanto stress que nem via nada a um palmo de distância. Mas quando saímos do carro e percorríamos o resto do caminho a pé o G disse "Olha a loja da portuguesa ali!". Constatámos que a loja era velha como tudo, a aparência da montra e da entrada não chamava ninguém para entrar e até os reclames com a bandeira de Portugal já estão com as cores gastas do sol. Eu não liguei muito, porque não estava com ideias de comprar nada e caguei na cena continuei o meu caminho para a consulta, mesmo sabendo que estava a chegar com meia hora de avanço. Depois lá contámos a nossa descoberta aos meus pais e eles ficaram todos contentes.


A partir do momento em que a infiltração teve dia marcado, ficou combinado a minha mãe ir connosco para passar na loja.
Assim que entrámos entranhou-se nas minhas narinas o cheiro a bacalhau seco e a partir daí as coisas ficam logo um bocado estragadas. A loja é muito velha, o balcão, as prateleiras, tudo enfim! 
A dona do estaminé é uma mulher de barba rija, literalmente. Já lá fomos umas 3 vezes e a senhora tem sempre ar de quem acabou de sair da cama. Pensávamos que ela fosse do norte de Portugal, como grande maioria dos portugueses por aqui, mas afinal é das Caldas da Rainha.
Esta loja é um negócio que rende sempre, porque lá só se vende tudo aquilo que não existe de todo em França. Um pouco mais caro do que em Portugal, como é de esperar... até porque a senhora não pode mandar vir grandes quantidades, a loja é pequenita e não tem um armazém.


Existem alguns produtos portugueses dos quais eu já era consumidora habitual, porque também se vendem no Leclerc, como é o caso do Nestum e do arroz Caçarola. Mas após a descoberta desta loja posso dizer que já comi:
- joaquinzinhos
- caldo verde
- alheira
- chouriço de carne e de sangue
- pastéis de bacalhau

A loja vende muito mais coisas, mas como é óbvio não podemos comprar muitas dessas coisas porque custam uma nota preta! Mas pronto, isto é o oásis no meio do deserto para nós portugueses... porque existem montes de coisas que nós em Portugal nem damos muita importância, mas que aqui não existem à venda e nem conhecem. Por exemplo: grelos, e taaaantas coisas mais. É preciso ser emigrante para perceber!

10 comentários:

  1. Percebo-te bem não fui emigrante mas fiz um estágio profissional muito longo por terras de França e todas essas coisas portuguesas de que falas...tornavam.se tão importantes!!
    Bjs
    Maria

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, quem diz emigrante diz também quem tenha passado uma temporada longa fora de Portugal. Ainda bem que compreendes esta falta de coisas portuguesas, tornam-se mesmo importantes!
      Bjs

      Eliminar
  2. Nao podia ter caido em melhor blog!!!
    Sou a Ania, li o teu comentario no texto que ecrevi para o Maegyver e eis que chego aqui e parece que estou a chegar a casa da "vizinha"! Queres ver que moramos ao lado uma da outra? ;)
    e sim, é bem verdade que depois nos falta sempre a bolacha maria, a super bock, a cerelac, o atum bom petisco... :p
    Gostei muito do teu blog e como emigra da francia que tambem sou vou voltar todos os dias! :)
    tb tenho um blog mas por razoes de pessoas louca la andarem tive de privatizar...
    beijinho e obrigada

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olaaa! Ai que bom ter alguém como tu pelo meu blog :)
      Pena não poder ter acesso ao teu blog, mas podemos falar mais coisas por e-mail... até podemos estar perto!
      Podes contactar-me pelo: de2012ateagora@gmail.com

      Eliminar
  3. chama-me louca mas aqui no meu muito tempo livre de desempregada para pensar, já dei por mim algumas xs a desejar ter uma amiga dessas por perto (e atenção que ainda nem sei a cidade para onde vou!!!). já mataste saudades :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Podes crer que para quem emigra é bastante importante ter acesso a alguns produtos portugueses. Em terras de majestade não sei, mas aqui por França há imensas coisas que nós pensavamos que existissem em todo o lado (coisas banais) mas não existem! E se gostas de pastéis de nata então, esquece :) Sempre podes fazer a minha receita de tarte de nata depois.

      Eliminar
  4. ai meu deus não me digas isso, ainda no fds fui a uma loja nova cá no porto e comi dois que tão sempre a sair quentinhos!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Digo digo! Pastel de nata é coisa de Portugal, mais nada. Pode ser que encontres algum KFC que venda, nós encontrámos um por aqui... chamam-lhe de 'Pie Nature'. :) Mas é longe, ainda só lá fomos uma vez.
      E muitas coisas mais faltam, como a Mrs Anouska Papouska disse ali em cima - a bolacha maria, a super bock, a cerelac, o atum bom petisco... etc e tal!

      P.S: (Nestum, caldo verde, pão ralado, bacalhau tal como o conhecemos em PT, sumol, compal, licor beirão) vou parar por aqui antes que te dê uma coisinha má :P

      Eliminar
  5. A mim é a batata palha, o bacalhau seco, os enchidos e tantas outras coisas que me obrigarão sempre a ir visitar a loja portuguesa perto de casa (diga-se que tenho duas). Estas enormes por sinal, muito fashion mesmo, até sapatos made in Portugal e decoração de barro entre outras coisas para a casa, um dia peço e tiro foto, aquilo são verdadeiros armazéns :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Que sorte!
      Julgo que em Paris também existem lojas como essas que falas, grandes e sempre na moda... Mas nós vivemos na zona da Bretagne, portanto não existe muita escolha por aqui. Mas sempre dá para ir matando saudades de algumas coisas... :)

      Eliminar

E vocês, o que acham?!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...